O que é raciocínio lógico e por que preciso dele em um processo seletivo

Há tempos que uma formação básica (graduação e talvez um curso de inglês) já não é suficiente para conquistar uma vaga de trainee ou estágio em grandes organizações. Como o número de candidatos por vaga costuma ultrapassar os milhares, é consequência que as empresas comecem a procurar por habilidades específicas e outros certificados que façam o jovem profissional se destacar.

O teste de raciocínio lógico é uma das etapas que se tornou usual nos processos seletivos – a segunda mais aplicada, logo após a prova de idiomas. Ele pode ser feito logo no início da seleção, antes mesmo de você ir até o local de trabalho ou fazer qualquer entrevista!

Caso a inscrição seja realizada em um site de vagas, o teste de raciocínio será exigido através de uma prova online submetida junto com o currículo. Ou seja: algumas empresas nem aceitarão olhar para seu CV sem que você responda a essas perguntas.

Como meu teste de raciocínio será avaliado?

Normalmente, há uma pontuação mínima para ser aprovado para a próxima fase. Esse tipo de teste é responsável pela eliminação de cerca de metade da concorrência – portanto, nada de fazê-lo com pressa, de qualquer jeito, só para tirar a prova do caminho!

Além de uma nota de corte, seus resultados podem ser relacionados às exigências específicas da vaga a qual você está se candidatando: isso quer dizer que questões diferentes podem ter pesos diferentes para um candidato da área de vendas e de comunicação, por exemplo, já que as habilidades que eles devem mostrar na rotina de trabalho são distintas.

O que as empresas procuram com esse teste?

Segundo recrutadores, testes de raciocínio lógico são usados para analisar a capacidade de solução de problemas, planejamento estratégico, interpretação de texto, tomada de decisões em curto espaço de tempo.

A matemática pode, sim, ser útil nesse tipo de prova – o que não significa que o pessoal da área de humanas esteja em desvantagem! Interpretar o enunciado de uma questão e pensar linearmente, expondo resultados com rapidez e clareza, são mais úteis do que simplesmente decorar fórmulas.

Que tipo de questões vai aparecer em um teste de raciocínio lógico?

Uma empresa está considerando investir em três países, A, B e C. Sabe-se que:

I. Se a empresa investir no país A, ela não investirá no país B.

II. Se a empresa não investir no país C, ela investirá no país B.

III. Se a empresa investir no país B, ela investirá no país A

IV. Se a empresa não investir nos países A e B, ela não investirá no país C.

Considerando as sentenças acima, podemos afirmar corretamente que a empresa:

a) Vai investir nos países A, B e C.

b) Vai investir nos países A e C.

c) Vai investir nos países B e A, mas não em C.

d) Vai investir apenas no país A.

Conseguiu resolver? Esse é um exercício retirado do site QConcursos, em que você pode se cadastrar gratuitamente para praticar. A resposta correta é a letra B: a empresa investiria apenas nos países A e C.

Outras questões podem envolver:

  • Fundamentos de lógica: analisar quais sentenças são verdadeiras, preencher tabelas com sequências lógicas, identificar contradições, negações, afirmações, contingências ou tautologias.
  • Equivalência;
  • Negação de proposições;
  • Combinação;
  • Conjuntos;
  • Probabilidade;
  • Geometria básica;
  • Problemas com figuras e palitos, como o exemplo abaixo:

Lógica

Como me preparar para essa prova?

Antes de tudo, aceite que esse não é o tipo de avaliação para a qual você pode se preparar da noite para o dia. Ninguém aprende a usar a lógica em 24h – é preciso treino e estudo. A boa notícia é que praticamente qualquer atividade pode envolver exercícios lógicos: vai desde realmente entender o conteúdo das suas aulas na faculdade, ao invés de decorar fórmulas prontas, até discutir e analisar filmes ou peças de teatro. Fazer palavras-cruzadas, Sudoku, jogar xadrez, aprender um novo idioma e até mesmo jogar videogames também estimulam seu raciocínio.

Entretanto, há, sim, alguns pontos específicos que devem ser revisados ou aprendidos antes de enfrentar um teste de raciocínio lógico. Um deles é a matemática básica, que você provavelmente aprendeu (e esqueceu?) no Ensino Fundamental:

  • Operações básicas (soma, subtração, divisão e multiplicação);
  • Frações, razão e proporção;
  • Regra de três (aliás, útil para a vida toda);
  • Porcentagem;
  • Conjuntos;
  • Equações de primeiro grau (aquelas com apenas uma incógnita);
  • Sequências (3, 6, 9, 12,… Qual o próximo número?);
  • Probabilidade;
  • Geometria.

Ainda é importante estar familiarizado com estruturas lógicas como, por exemplo:

  • Deduzir algo com base nas informações recebidas;
  • Fazer inferências, associações e analogias;
  • Orientação espacial e temporal.
Aonde encontrar exercícios de raciocínio lógico?

É possível fazer aulas de raciocínio lógico gratuitamente pela internet. Estes são sites com foco em concursos públicos, portanto, abrangem mais do que o suficiente para passar em um processo seletivo regular.

  • Grupo Nova Concurseiros (além do curso em vídeo disponibilizado gratuitamente, o grupo também oferece apostila com resumos, testes comentados e dois DVDs por R$ 29,90);
Na hora do teste

 Escolha um lugar silencioso e privado. É costume que as provas online tenham um tempo determinado (45 minutos ou uma hora) e você precisará se concentrar para responder às perguntas rapidamente. Geralmente, não é possível parar o teste e continuá-lo mais tarde: garanta que vai poder terminá-lo sem interrupções.

Por esse mesmo motivo, não gaste tempo demais em uma única questão difícil. Isso faz parte da administração do seu tempo e da seleção de prioridades. Se você está indo bem e, de repente, fica “empacado” em uma pergunta que não consegue resolver, considere deixá-la para trás e continue a prova com tranquilidade. Se tiver tempo de sobra, e se a plataforma permitir, retorne a ela no final com um novo olhar.

Tenha papel e caneta ao seu lado, mesmo que a prova seja virtual – será preciso fazer contas básicas e o papel é um bom recurso visual. Ele permite que você refaça gráficos, tabelas e rascunhos várias vezes, mudando variáveis de lugar até acertar.

Finalmente, mantenha a calma e leia tudo com atenção. Muitos dos enigmas que parecem insolúveis são apenas uma questão de interpretação. Faça o que precisar para visualizar a cena com clareza, inclusive desenhar, se achar necessário.

Marcela Lorenzoni é jornalista e professora de inglês. Trabalha na startup de Educação Geekie. Atualmente, mora em São Paulo, onde faz pós-graduação em Educação no Novo Milênio.

Fontes:

Quer se capacitar? Seja um Talento Ganbatte e se desenvolva!

Posted in Blog, Processos Seletivos, Provas and tagged , , .